Atuação Internacional

A partir de 1984, com atuação nacional consolidada, a Construtora Queiroz Galvão deu partida a seu processo de internacionalização e leva, através da engenharia, a contribuição brasileira para o desenvolvimento de outros países. 

O marco foi a construção da barragem Paso San Severino, no Uruguai. Hoje, a Construtora está presente nas Américas do Sul e Central, no Caribe e na África, nos seguintes países: Angola, Argentina, Chile, Líbia, Nicarágua, Panamá, Peru, República Dominicana e Venezuela.

Atua em novos projetos na Venezuela, onde estabeleceu contrato de aproximadamente US$ 1,5 bilhão para a construção do projeto de assentamento rural de Riego Valle de Quíbor.

Na Nigarágua, em associação com a Eletrobras e o governo local, participa do desenvolvimento do projeto da Hidrelétrica de Tumarín, um dos maiores em curso na região. Ainda nesse mesmo país, a Construtora é responsável pela execução das obras da usina de San Jacinto-Tizate, tornando-se a primeira empresa brasileira a participar da construção de uma geotérmica.

Seus negócios na Líbia se apresentam como um desafio à parte. As obras de infraestrutura estão em andamento simultaneamente em 6 cidades do interior do país, com grande impacto social para a população e superação de barreiras culturais. 

Para responder à confiança dessas nações, investe constantemente na criação de uma estrutura de sistemas, equipamentos e pessoas que possa garantir o mesmo padrão de excelência onde quer que atue.

Consciente da importância do setor de construção como gerador de empregos, tem entre suas prioridades criar quadros locais, aproveitando, sempre que possível, a mão de obra nacional.

Das três áreas produtoras de bens móveis do Grupo Queiroz Galvão, duas são fundamentalmente exportadoras: Siderurgia e Alimentos.